segunda-feira, 20 de julho de 2009

Depois de 3 anos, voltei a ir em uma rave

Ontem fui na Tribe, na pedreira. E posso dizer que as raves mudaram muito desde 2006. Hoje tá mais com cara de balada classe C (ou D, se você for mais criterioso) do que uma festa de música eletrônica que tinha como objetivos celebrar a paz e a harmonia.

A primeira rave que eu fui, se não me engano, em 2005, foi a Kaballah em Jaguariúna, ou foi Campinas, num sítio no meio do nada, grabde pra cacete, com lugar de sobra pra você ficar à vontade, deitar na grama, debaixo de uma árvore, curtir com seus amigos, conversar ouvindo um som. Enfim, ficar lá de boa, cada um na sua, com o mesmo objetivo, curtir na paz.

Ontem vi que mudou totalmente o conceito. Um lugar pequeno, apertado, sem um lugar decente pra sentar, sem nenhuma graminha sequer. Só pedra (claro, era uma pedreira) e lama.

Isso falando do lugar. Se for falar do público, aff...

Sem maldade ou preconceito, 75% das pessoas que estavam ali não sabiam o porquê de estar ali. Tinha gente de todo tipo, prncipalmente os "manos", exibindo seus Oakleys Juliette espelhados e bonés New Era da Pagé e, uns outros que eu encontrei por lá que dava até medo de ficar perto, principalmente quando eu peguei o celular pra tirar uma foto do evento e um lá me fitou e me mediu de cima a baixo.

Paz? Harmonia? Acho que mudou um pouco nesses 3 anos...

Lembro que numas posteriores que eu fui, ainda em 2005 e 2006, você escolhia um lugar que queria ficar, as meninas estendiam uma canga na grama pra descansar e deixar as coisas e ninguém mexia em nada. Você podia sair sem preocupação nenhuma que quando voltasse suas coisas iam estar lá intactas. Hoje não sei se é possível mais fazer isso.

Infelizmente as coisas mudaram, e, pra variar, pra pior, e me lembrei porque eu tinha parado de ir nesses eventos.

Tomara que as coisas voltem a ser como antes. Se não voltarem, foi bom quando as raves tinham algum significado.

5 comentários:

RebentaMininu disse...

tipo... o conceito de Rave nunca foi paz e harmonia... isso é reggae show... uma rave se faz em qualquer lugar, seja uma fazenda ou um apartamento, a questao é quem frequenta e o que se ouve. Normalmente...(e digo normalmente), uma rave se faz improvisadamente, e Ilegalmente. Este é o conceito de rave. Musica eletronica, drogas de porte quimico, e cada um no seu quadrado...

Mortandela disse...

vou publicar seu comentario so pq aki eh uma falsa democracia. mas, nao concordo. e eh exatamente por pensar assim q muitas pessoas transformaram o q era uma coisa lega no q eh hoje. da mesma forma q tranformaram eventos de reggae em um lugar pra fumar maconha.

se cada um ficasse na sua e nao usasse pretextos pra fazer coisas ilegais, tudo setia muito melhor e diferente do q eh hoje.

Tremoço disse...

prefiro um churras e muita cerveja.

prego disse...

yeah!!

Anônimo disse...

Hhahahhaha Vc vai até a Pedreira e esperava encontrar o q??? Pedreira, Baby...