segunda-feira, 10 de novembro de 2008

É uma cilada Bino!


Pedro e Bino fugindo disfarçados

E não é que o Pedro tinha razão?

Mas antes, uma pausa para um pronunciamento de nossos patrocinadores:
"Esse casal de namorados vai se meter numa tremenda cilada e vai viver altas aventuras com essa galerinha do barulho! Não perca hoje, após o Vídeo Show, na Sessão da Tarde!
Tem coisa q a gente pressente, pressente não, vc analisa e tudo aponta pra só uma resposta aí, vem aquela coisa de "hum... isso não vao dar certo...", mas, como já tá ali pra ser feito, vc vai, faz, e descobre que... não deu certo!

Porquê?

Porque não era pra dar certo!

Calma, vcs já vão saber do q eu tô falando.

Imagina você, sendo convidado pra um casamento, qual a primeira coisa q vc vai pensar? Em ir bem vestido, certo? Certo. As mulheres principalmente. Aí você vai, dá aquele trato no carro etc, etc, tudo q a cartilha manda.

Aí, como vc é brasileiro, e deixa um monte de coisa pra 5 minutos antes do evento, vc vai procurar no guia onde fica a rua e como vc faz pra chegar lá, aí vc descobre que: A igreja fica no meio da COHAB.

Ok, sem preconceitos. Não tenho nada contra a COHAB.

Então vc passa pro próximo passo: Procurar onde fica o buffet (acho q é assim q escreve). E você descobre mais uma vez que: Fica duas ruas pra baixo, não no meio, mas perto da COHAB.

Mais uma vez, sem preconceitos, mas vc não deixa de ficar com o pé atrás, 100% de aproveitamento é no mínimo estranho.

Fui, atrasado como sempre, pra chegar já no final (detesto casamentos), com o guia na mão pra procurar a bendita rua. Quase chegando no local, o ambiente começou a ficar meio "estranho", na hora falei pra Sra. Mortandela: "Não deve ser aqui, acho q a gente tá perdido". Antes estivesse. A igreja era no meio da "comunidade". Falei pra ela: "Vai lá q eu fico aqui no carro...".

Depois da primeira parte da aventura, indo pra festa ela me fala "ah, acho q eles economizaram na igreja pra gastar com a festa". Na hora eu pensei "Aham...". Depois de muito procurar o lugar, pq tava errado no convite, a descoberta final foi o cheque-mate: o buffet era em cima de uma borracharia.

Sério, sem brincadeira e sem aumentar.

Antes q vcs se perguntem, não eu não fiquei pra tomar Cintra e comer risóle.

Como já dizia o filósofo Caco Antibes: Tenho horror a pobre!*

* Sem preconceito...

Um comentário:

Sra. Mortandela disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk...você esqueceu de falar a parte mais bonita da cerimônia (aliás a única que vimos): a saída da noiva com a música do Airton Senna...BIZARRO!!!